7 dicas para escolher o melhor domínio

Se você tem uma empresa e quer mostrar que seu negócio não é somente o seu passatempo, pelo contrário, é coisa séria, tenha um domínio próprio. Pra você que tem dúvidas sobre como escolher o melhor domínio, aqui vão algumas dicas.

O domínio da sua empresa é o endereço onde as pessoas irão te achar na internet. Pense a longo prazo. O domínio fará parte da sua marca, ela representa sua empresa na internet. Se você conseguir registrar o domínio com o nome da sua empresa exatamente como ela é, perfeito. Mas veremos que nunca é tão fácil quanto se imagina.

  1. Começando um negócio agora? Registre o domínio o quanto antes

Existem pessoas que registram diversos domínios pensando em revendê-los aos proprietários de empresas com o mesmo nome por um valor abusivo. Fuja disso.

Vou dar um exemplo, quando estávamos escolhendo o nome da nossa empresa, pensamos em mais de 200 nomes até que chegamos em “Badaboom”. Ficamos felizes com o nome escolhido depois de mais de 1 mês tentando achar o nome perfeito.

Eis que depois de tudo isso, fomos registrar o domínio badaboom.com.br e ele já estava registrado por outra pessoa. Entramos em contato com essa pessoa e oferecemos um valor que considerávamos ser justo pelo domínio já que o domínio só estava registrado, sem nenhum site hospedado nele. Essa pessoa pediu um valor 4x maior.

Qual foi nossa saída? Mudar de nome, de Badaboom para Badabum. E não é que passamos a gostar muito mais desse?

Resumo do assunto: se você é uma pequena empresa nunca pague uma fortuna pelo domínio somente porque você quer muito. Avalie até que ponto vale a pena pagar a mais. Você sempre terá outras saídas que economizarão seu suado dinheiro.

  1. Subdomínio grátis. Quando o barato sai caro.

Existem empresas que oferecem sites gratuitos com um subdomínio incluso. À primeira vista é muito sedutor, afinal de contas é grátis. O problema é que o seu domínio vai ser algo do tipo: www.sitegratis.com/suaempresa.

Isso vai te trazer logo de cara 2 problemas:

  • A escrita do seu domínio vai conter o nome de outra empresa junto com a sua. Isso não me parece uma boa ideia para quem quer passar credibilidade, não?
  • Por ser um site grátis, certamente terão anúncios espalhados por todo seu site. Isso polui visualmente seu site confundindo o cliente que está acessando.

Invista em domínio próprio pra passar profissionalismo. Um domínio custa 30 reais por ano e vai passar mais seriedade. Além de ajudar a melhorar a sua posição no Google.

  1. Como escolher o melhor domínio pro seu negócio

Siga essas 4 regras pra ter um bom domínio:

  • Nome da empresa – Tenha sua marca ou algo a ver com o seu negócio
  • Domínio curto
  • Fácil de lembrar
  • Fácil de escrever – evite colocar sobrenomes complicados como Bawvart.
  1. Onde consultar domínios disponíveis

Para dominios “.com.br” você pode consultar aqui. É só digitar o domínio que deseja e verá se ele já está registrado ou livre para compra.

  1. Dê prioridade aos domínos “.com.br” ou “.com”

Evite comprar domínios “.net”, “.net.br”, “.ind.br”, etc. As pessoas estão acostumadas com domínos “.com.br” ou “.com”. É quase que intuitivo digitar o “.com.br” do que um “.net.br”.

Se o você quer um domínio “.com.br” e ela já está registrada, evite também comprar o “.net.br”, “.net”, “.ind.br”, etc. É melhor procurar outro domínio disponível do que registar um desses pelo mesmo motivo de memorização e dúvida. Se já existe um site “exemplo.com.br“com o mesmo nome que o seu, naturalmente as pessoas vão se confundir e ir ao site errado porque estão acostumadas ao “.com.br” do que “exemplo.net.br”.

  1. Empresas com o mesmo nome, confusão de domínios

Se a sua empresa tem um nome comum a tendência é que existem diversas outras empresas com nomes iguais ou parecidos. Por exemplo o salão de beleza com nome Estetica Beauty.

No google se procurar por “Estetica Beauty” vão aparecer 3 empresas que tem o mesmo nome, mudando somente a ordem ou adicionando uma palavra:

  • www.beautyestetica.com.br
  • www.esteticabeauty.com.br
  • www.esteticabrasilbeauty.com

Se por um lado, as pessoas decoram facilmente o nome da sua empresa, por outro, na internet você disputa o nome da sua empresa com outras empresas.

Tente diferenciar seu domínio dos demais com algo que o seus clientes possam te identificar mais facilmente. Exemplo, por região (SP, RJ, nome da sua cidade, etc)

estetica beauty   Pesquisa Google

  1. Ter palavra-chave no domínio ajuda a ter um melhor domínio?

Existe uma boa discussão sobre a importância de ter uma palavra-chave no domínio para SEO (aparecer no Google). Alguns estudiosos defendem que isso ajuda no resultado e outros dizem que de 2 anos pra cá isso perdeu bem sua importância. Independente disso, o importante é focar em construir uma boa marca na internet e não somente apostar que a escolha do domínio fará todo o trabalho para você. Esse tema está bem explicado no site conversion.

A resposta é: depende. Uma palavra-chave te ajudará a ter um melhor posicionamento no Google se essa palavra fizer parte da sua marca. Por exemplo, a empresa Flores Online é uma marca onde a palavra-chave “flores online” faz parte do nome da empresa e do seu domínio.

Agora, se você simplesmente adicionar uma palavra-chave somente para ter um melhor posicionamento, isso não surtirá muito efeito em termos de posicionamento do Google para essa palavra-chave. Só se o nicho de mercado onde sua empresa atua ainda é inexplorado, aí sim fará diferença. O difícil hoje é ter algum mercado não explorado na internet.

Obs: Lembrando que esse é somente um dos 200 fatores que compõem esse ranqueamento do Google. (assunto para outro post)

Espero ter ajudado você a escolher o melhor domínio pro seu negócio.

O que é domínio? Para leigos

Hoje vamos falar um pouco sobre domínio. Pra se ter um site você precisa de 3 itens essenciais: hospedagem + arquivos do site + domínio. Já falamos de hospedagem de site e criação de site aqui no blog. Só faltava falar sobre o domínio.

Pra que serve o dominio?

O domínio é o endereço que as pessoas digitarão no navegador de internet para acessar seu site. É o www.suaempresa.com.br e basicamente é isso que você precisa saber sobre domínios.

Onde digito esse domínio pra acessar meu site?

Todo computador, celular e tablet já tem um navegador de internet instalado. Pra acessar diretamente um site, sem ter que passar pelo Google, digite o domínio do site na barra de navegação.

Parece óbvio mas muita gente não sabe disso ou não tem o costume de acessar um site direto pelos navegadores, continue lendo o post que você se surpreendará.

Digite o domínio completo pra acessar diretamente o site.
Digite o domínio completo pra acessar diretamente o site.

 

Para computadores e notebooks, os 3 principais navegadores de internet são:

chrome_firefox_ie

  • Internet explorer – Já vem instalado com o Windows, mas é o mais lento dos 3.
  • Google Chrome – Atualmente o mais usado e o melhor navegador. Leve, rápido e é atualizado automaticamente.
  • Firefox – Fica atrás do Google Chrome mas é um bom navegador.

Veja como funciona o acesso a um site:

Hospedagem de site - processo de acesso - domínio - hospedagem - site
Veja de baixo para cima: Digitam o domínio – acessam os servidores de hospedagem – encontram os arquivos que compõe o site

Simplificando as coisas, quando a pessoa digita seu domínio no navegador, o domínio direciona essa pessoa para os servidores de hospedagem onde está seu site. Acessando o servidor do seu site ela visualizará as páginas do seu site que são feitas de códigos, textos e imagens.

Agora uma explicação mais técnica. Se você não gosta de teoria, pule essa parte.
Você já ouviu falar em DNS? O Sistema de Nomes de Domínio (DNS) permite as pessoas navegarem na Internet. Cada computador conectado à internet possui um endereço exclusivo, (comparando é igual a um número de telefone onde cada pessoa tem um número único), esse endereço exclusivo é o “Endereço IP” (IP significa “Internet Protocol”) que é uma sequência de números, por exemplo 54.235.68.208, que, cá pra nós, são bem difíceis de memorizar. Pra facilitar isso, o DNS transforma o Endereço IP do site da sua empresa em palavras (o “nome do domínio”) em vez do obscuro Endereço IP. Resumindo, em vez de escrever 54.235.68.208, é muito mais fácil escrever www.badabum.com.br. Isso facilita a memorização dos endereços.

Como faço pra registar um domínio pra minha empresa?

Para registar um domínio existem várias extensões disponíveis como “empresa.com“, “empresa.net.br“, “empresa.org“, “empresa.com.br“, etc. Para empresas brasileiras, a mais usada é o “.com.br”. No Brasil, existe somente um órgão que regulamenta e que faz todos os registros dos domínios “.br” (ou seja, com.br, net.br, org.br, etc). Desde 1995, o Registro.br é quem cuida do registro dos domínios “.br”.

Para os domínios “.com” o órgão que cuida é o InterNIC que é gerido pela ICANN, localizado nos Estados Unidos .

Como nosso foco é no Brasil, você já deve ter visto por ai que existem diversas empresas que fazem o registro de domínios “.com.br”. Essas empresas são homologadas pra poder revender e registrar os domínios.

O custo anual do domínio pelo registro.br custa R$ 30,00 mas existem muitas empresas que revendem domínios por R$ 40,00 R$ 45,00 reais. Fique atento pra não pagar muito a mais por isso.

Existem empresas que já incluem o domínio dentro de um pacote de hospedagem e a criação do site. Agora que você sabe que o valor do domínio é de R$ 30,00, você já consegue entender melhor o que está pagando pela hospedagem do site e pela criação do site.

Comportamentos de navegação dos usuários

Usando o Google pra acessar um domínio

Pra muita gente a internet se resume ao Google. Percebemos isso pelos nossos próprios clientes que sempre relacionam o domínio do seu site ao Google. Até mesmo pra acessar um site que ele já sabe o domínio, muitas pessoas costumam digitar o domínio no Google ao invés de digitar o domínio direto no navegador de internet. Interessante isso, não?

Porém, procurar no Google pelo seu domínio pode causar alguns problemas. Para as pessoas que têm esse costume, elas podem clicar em um site que não seja o que elas querem ou até mesmo não conseguir achar o site. Aliás, existem muitos donos de negócios que fazem isso, digitam seu domínio no Google, não acham seu próprio site e reclamam que ele está fora no ar!

Quais são os problemas de acessar um domínio usando o Google?

Anúncios do Google

Dependendo da palavra que compõe o seu domínio, ela pode ativar algum anúncio do Google. Se aparecer o anúncio pago do Google, certamente vai confundir quem está acessando.

.net.br ativou a anúncio da empresa NET.
.net.br ativou a anúncio da empresa NET.

 Domínios parecidos concorrem entre si no Google

Não preciso nem falar que o Brasil é gigantesco e se o nome da sua empresa é muito comum, certamente vão existir nomes similares ou exatamente iguais ao seu. Se o seu domínio conter palavras muito comuns, outras empresas vão aparecer no resultado da pesquisa.

Vejam esse exemplo, existem 3 empresas do setor de estética e beleza com o mesmo nome: Perfil Estética. A única diferença é a extensão do domínio: perfilestetica.net.brperfilestetica.com.brperfilestetica.com 

Procurei por “perfilestetica.net.br” e apareceram outras 2 empresas concorrentes.

concorrentes em nome
Duas concorrentes com o mesmo nome de empresa mas com extensões diferentes.

Agora que você conhece um pouco mais sobre domínios, eduque seus clientes e conhecidos pra acessar seu site diretamente do navegador de internet e não pelo Google.

Já viram que esse tema tem muita coisa interessante, certo? Vamos aprofundar um pouco mais sobre o tema “Domínios” em outro post. Falaremos da importância de ter um domínio próprio e dicas de como escolher um bom domínio pra minimizar os riscos do que vimos aqui nos 2 últimos exemplos. Se curtiu esse tema, acompanhe o blog e fiquei ligado pra não perder o próximo post.

Saiba escolher a hospedagem de site ideal – 6 dicas essenciais

Pra se ter um site institucional é preciso basicamente ter 3 itens: domínio, hospedagem de site e os arquivos que compõe seu site. Todo site é feito de um combinado de arquivos com textos e códigos (html, css, php, asp, etc), imagens e etc. Para que qualquer pessoa no mundo possa acessar seu site, esse site precisa ficar hospedado em algum computador que fica 24h ligados a internet, os chamados servidores.

Hospedagem de site - processo de acesso - domínio - hospedagem - site
Hospedagem de site – processo de acesso – domínio – hospedagem – site

Meu site está fora do ar.

O site que vende ingressos pra a final da copa de futebol abriu faz 10 minutos e já está fora do ar! Você já deve ter passado por isso ou já ouviu alguém reclamar. Nesse caso o site ficou fora do ar porque milhares de pessoas quiseram acessar o mesmo site na mesma hora. Um comparativo é: Imagine 10 mil pessoas tentando passar por um corredor onde só passam 100 pessoas ao mesmo tempo. Vai travar tudo, certo? É isso que faz um “site cair”.

Mas calma, fique tranquilo que picos de acessos de um dia para o outro como esses são raros e arrisco a dizer que não acontecem em um site institucional de empresas PMEs.

Esse post vai tentar traduzir a sopa de termos complicados que muitas vezes não fazem o menor sentido pra quem está contratando um serviço de hospedagem de site.

Veja um exemplo da bagunça. É tanta informação que você nem sabe diferenciar as coisas:

Veja a complicação de um plano de hospedagem de site.
Veja a complicação de um plano de hospedagem de site.

Cada empresa pode adicionar outros serviços em seus planos. Fique atento ao que você contrata.

6 dicas essenciais para contratar uma hospedagem de site.

1. Tipo de site x número de acessos

Existem muitas opções e termos técnicos que dificultam a escolha do melhor plano de hospedagem de site. E essa escolha varia de acordo com o tipo de site x previsão de acessos. Um exemplo é o site do Uol que é um portal de notícias com milhares de páginas e milhões de acessos por dia. Agora, o Seu Mario que é mecânico também tem um site mas é um site institucional de 4 páginas e com 50 acessos por dia. São demandas bem diferentes. Daí você já vê a diferença de hospedagem pra ambos.

Não gaste dinheiro à toa. Site institucional/blog/loja virtual são bem diferentes uma das outras. Veja qual o seu tipo de site e faça uma previsão de acessos. A maioria dos sites de empresas são institucionais, se for esse o seu caso, fique tranquilo que o plano básico é mais que suficiente, certamente você consumirá muito menos do que eles oferecem.

2. Espaço em disco

É o tamanho de espaço no HD que você terá pra colocar seus arquivos, imagens e documentos do seu site. Muitas empresas oferecem a capacidade de 10 GB, 15 GB de espaço em disco. Para um site institucional, você nunca usará tudo isso. Isso é muito mais do que você precisa. Se o plano básico de hospedagem já vem com essa capacidade, ok, mas não pague por um plano mais caro somente por causa de mais espaço. Para blog e loja virtual pequenos, de 10 GB a 15 GB é mais que suficiente também.

Dica: Um bom site tem que ser leve e rápido. Ao clicar numa imagem, ele tem que abrir num instante. Pra fazer isso, diminua o tamanho do arquivo da imagem (72 dpi e dimensão). Isso deixa os arquivos mais leves, economizando espaço em disco e ajudando no posicionamento do Google.

3. Largura de banda

Significa a quantidade de dados que são transferidos por mês. Sempre que alguém acessar seu site, o computador dessa pessoa carregará os arquivos de textos, códigos, imagens e etc. Pra isso acontecer existe uma transmissão de dados do servidor de hospedagem do seu site para o computador desse cara.

Como já falamos, pra saber qual o melhor para você, depende muito do tamanho do seu site (quantas páginas, tamanho dos arquivos, imagens e etc) x quantas pessoas acessam seu site. É mais difícil prever quantos acessos você terá mas certamente sites institucionais demandam bem menos banda (plano básico já segura bem) do que blogs/lojas virtuais com 500 mil visitas/mês. Nesses casos de blogs/loja virtual maiores, indica-se os planos superiores.

Dica: Se você está começando agora seu blog/loja virtual inicie também pelo plano básico, pelo simples fato de economizar dinheiro. Se ele der certo, se o número de acessos crescer constantemente e num ritmo bom, você muda para um plano maior. Se não for como o esperado, pelo menos você economizou uma boa grana em hospedagem.

4. A moda do “ilimitado” para site institucional

Existem muitas empresas de hospedagem de sites que vendem espaços em disco e largura de banda como ilimitado mas é engraçado como o termo “Ilimitado” é muito sedutor. Porque sem meias palavras, quando se lança um site institucional dificilmente você tem uma demanda de acessos muito alta. Seu site precisa ser bem divulgado pra que seus acessos cresçam. Para um blog ou loja virtual grandes que tem acessos de mais de 500 mil visitas por mês, pode até ser que valha a pena mas definitivamente para um site simples não faz muito sentido.

Tem um post muito legal que explica que o ilimitado é mais uma jogada de marketing do que realmente você vai precisar.

Além do espaço em disco e largura da banda, veja alguns outros itens comuns que os planos de hospedagem oferecem:

  • Sistema FTP
  • Gerenciador DNS
  • Domínios adicionais
  • Subdomínios
  • Serviços de email
  • Banco de dados
  • Integração com CMS
  • Backup dos arquivos
  • Estatísticas de acessos
  • Plataforma de gerenciamento de tudo isso acima

Complicado, não? Tanta coisa que até assusta quem vê pela primeira vez e só ter um simples site no ar. Os 2 principais são espaço em disco e largura de banda. A maioria dos planos que existem por ai gosta de encher linguiça com dezenas de itens que muitas vezes nunca serão usadas.

5. Criador de sites com hospedagem integrada

Se você achou tudo muito complicado, hoje já existem serviços que simplificam isso. Já incluem a hospedagem do site junto à uma plataforma de criação do site. Não existe complicação para configurar porque já é tudo automático. A Badabum é um desses serviços pra sites institucionais.

6. O prestador de serviço faz toda diferença

Como todos os planos de hospedagem oferecidos atualmente são bem parecidos uns com os outros, o que você mais precisa levar em consideração pra fazer a escolha certa são os pontos de prestação de serviços da empresa que você está contratando. É importante se atentar a 3 pontos:

  1. Site fora do ar. Muitas empresas desse ramo revendem hospedagens, tente saber qual empresa está por trás delas pra conhecer a estrutura onde seu site ficará pra que não tenha problemas no futuro. Procure informações sobre eles em fóruns ou no reclame aqui.
  2. Atendimento ao cliente. A empresa precisa te dar um suporte eficiente sempre que você tiver alguma dúvida ou dificuldade.
  3. Facilidade de configuração. Não adianta ter mil serviços adicionais se tudo é muito complicado de mexer ou configurar.

Com essas dicas, espero que tenha ficado mais fácil decidir qual o melhor plano de hospedagem de site pra você. Compartilhe essa dica ou escreva sua experiência pra ajudar a enriquecer o post.

Email para empresa grátis – Passo a Passo (Vídeo)

No post anterior demos algumas dicas de como usar email marketing no seu negócio e falamos também sobre a importância de ter um email para empresa, certo?

Um dos mais famosos emails corporativos é o Gmail para empresas, onde você usa a mesma plataforma do gmail normal mas com o domínio da sua empresa. Ele é pago e custa a partir de 13 reais/mês por usuário.

Ainda bem que existem empresas que pensam no empreendedor brasileiro que está abrindo seu negócio agora, e todos nós sabemos que a verba é apertada pra quem está começando.

O Zoho Mail é uma dessas empresas. Oferece o serviço de email corporativo de graça para até 10 usuários. A qualidade da plataforma é boa, fácil de configurar e tem versão em português.

Fizemos um vídeo tutorial completo, mostrando passo a passo pra não ter erro:

Além do vídeo, descrevemos os passos para você criar um email para empresa grátis agora mesmo:

Passo 1. Comprar um domínio

Como já dissemos, primeiro você precisa comprar um domínio próprio. Nesse exemplo já temos o nosso domínio. Lembrando que na Badabum, ao criar seu site e escolher um plano, o domínio próprio já está incluso.

Passo 2. Acesse o link do Zoho Mail

https://www.zoho.com/mail/

Passo 3. Clique em Get started

email-para-empresa-gratis-tutorial-zoho-mail-1
Email para empresa – site zoho mail

Passo 4. Escolha o plano FREE (grátis).

O plano grátis te dá direto a até 10 usuários, 5 GB para cada usuário e a configuração de 1 domínio próprio.

email-para-empresa-gratis-tutorial-zoho-mail-2
Email para empresa – escolha o plano Free

Passo 5. Digite o seu domínio e clique no botão “Add Domain”.

Email para empresa - digite seu domínio aqui.
Email para empresa – digite seu domínio aqui.

Passo 6. Preencha todos os campos solicitados no formulário.

No campo “Zohomail ID” escreva o primeiro email que deseja criar para sua empresa. Por exemplo: contato (@dccreventos.com.br) depois clique em “Sign Up”.

Email para empresa -
Email para empresa – preencha o formulário

Passo 7. Clique em “Proceed to Verify Domain Ownership”.

Email para empresa - Clique no link indicado.
Email para empresa – Clique no link indicado.

Passo 8. Configure o CNAME

Para o ZohoMail ter certeza que você é o dono do domínio que informou no passo 5, você precisa configurar esse CNAME. Essa configuração mostra que você realmente é o dono do domínio informado e você pode criar um email corporativo com esse domínio.

Caso contrário, se não tivesse essa confirmação, qualquer pessoa poderia colocar qualquer domínio que não seja o seu e criar um email corporativo pra ele.

Email para empresa - configure o CNAME
Email para empresa – configure o CNAME

Onde configuro isso? Copie o ZB********. Abra uma outra janela no navegador de internet e vá até a página onde seu site está hospedado e configure ele lá. Nesse exemplo, o site está hospedado nos servidores da Amazon mas todo serviço de hospedagem de sites permitem incluir essa configuração do CNAME. Procure no seu onde adicionar.

Se for na Amazon:

  1. Vá até o domínio escolhido e clique em CREAT RECORD SET,
  2. selecione o tipo CNAME e no valor coloque .
  3. cole o número que você copiou do site do ZohoMail no campo “name/host/alias/cname”
  4. No campo “value/points to/destination” copie e cole o: zmverify.zoho.com (também informado na tabela do ZohoMail)
  5. Clique em salvar.

Passo 9. Volte ao site do ZohoMail e clique no botão “Verify”.

Ao clicar nesse botão, o zohoMail irá verificar se você é mesmo o dono do domínio que informou anteriormente.

Email para empresa - Clique para o Zoho Mail verificar.
Email para empresa – Clique para o Zoho Mail verificar.

Clique no botão “Proceed”. Essa verificação pode levar de 30 a 45 minutos. (Mas geralmente ele demora menos de 5 min)

email-para-empresa-gratis-tutorial-zoho-mail-7
Email para empresa – clique em proceed.

Passo 10. CNAME Configurado com sucesso. Clique no botão “Create Account”.

Nesse passo ele informa que a verificação foi concluída com sucesso.

Email para empresa - deu certo!
Email para empresa – deu certo!

Passo 11. Adicionar mais usuários.

Nessa etapa, caso queira já criar mais usuários, é só clicar no botão “Proceed to Add Users”. Caso queira só criar esse usuário por enquanto, clique em “Next”. Fique tranquilo porque depois de criar essa primeira conta de email você consegue criar até 10 usuários.

Email para empresa - Não precisa fazer isso agora.
Email para empresa – Não precisa fazer isso agora.

Passo 12. Grupo de emails. (sugiro pular essa etapa)

Nessa etapa, ele pergunta se você quer criar grupo de emails. Para uma pequena empresa, isso não é necessário. Vamos pular essa, clique em “Next”.

email-para-empresa-gratis-tutorial-zoho-mail-grupos
Email par empresa – clique direto em next para pular essa etapa.

Passo 13. Configurar MX Records.

Nesse passo vamos configurar o MX Records. Mx records ou Mail Exchange Records é a configuração que diz para onde um email deve ser encaminhado. Ele faz o apontamento do envio e o recebimento dos emails endereçados ao seu domínio.

Email par empresa - clique nesse link pra abrir as instruções.
Email par empresa – clique nesse link pra abrir as instruções.

Clique em “Proceed to Point MX”.

Email par empresa - copie as informações dessa tabela.
Email par empresa – copie as informações dessa tabela.
  1. Copie os 2 MXs  e as prioridades que o ZohoMail vai te informar no quadro.
  2. Vá até a página de hospedagem onde está seu site e clique em CREAT RECORD SET.
  3. Escolha o tipo MX e nos valores copie e cole os 2 MXs e as prioridades que o ZohoMail te passou.
  4. Clique em salvar.
  5. Volte na página do site do ZohoMail para continuar a configuração. Clique em “Next”.

Passo 14. Migração de Emails antigos.

Como é a primeira vez que estou criando esse email e ele não tem nenhum histórico de mensagem para importar, é só clicar em “Next”. Caso você tenha, siga os passos que ele te informa.

Email par empresa - importar emails existentes.
Email par empresa – importar emails existentes.

Passo 15. Acesso via celular.

Ele apresentará como funciona o acesso do email por celulares smartphones. Clique em “Done” para finalizar a criação da sua conta de email corporativa grátis.

Email par empresa - informação sobre o email no celular.
Email par empresa – informação sobre o email no celular.

Passo 16. Configuração feita com sucesso!

Clique em “Proceed to Access ZohoMail”.

Email par empresa - email configurado!
Email par empresa – email configurado!

Pronto, você criou seu email para empresa grátis. Essa é a cara do ZohoMail.

Email par empresa - ZohoMail
Email par empresa – ZohoMail

Lembrando que o ZohoMail tem FAQ e uma boa lista de tutoriais sobre diversos temas mostrando como configurar sua assinatura, adicionar outros usuáriose etc. Basta clicar em “Help”, lá no em cima no canto direito da tela do seu email.

Com esse email para empresa, certamente isso você passará mais credibilidade para seus clientes e parceiros. Façam bom uso e valorizem o trabalho que a Zoho Mail está fazendo, divulgando essa iniciativa deles.

7 Dicas de como usar email marketing no seu negócio

Na internet, uma das formas mais tradicionais (e efetivas) de divulgar sua empresa é através de email.

O envio de emails marketing continua trazendo muito retorno. Para ter resultados com emails você precisa passar credibilidade e ter um conteúdo relevante para quem vai receber suas comunicações.

Mas antes de começar a enviar emails por aí, confira estas dicas de como usar email marketing para garantir o sucesso das suas campanhas e pra não correr o risco do seu email cair nas listas negras de spam.

1 – Tenha um endereço de email com o nome da sua empresa

Sua empresa tem email próprio? Por exemplo, a minha empresa se chama Badabum e meu email é akira@badabum.com.br. O que passa mais credibilidade para um cliente: receber um email de cotação, suporte ou promoções de um email como: akira_84@yahoo.com ou do email da minha empresa: akira@badabum.com.br?

Certamente ter um email próprio para sua empresa é essencial pra passar todo o profissionalismo e credibilidade para seus clientes.

Pra ter um email corporativo, primeiro você precisa comprar um domínio próprio, por exemplo www.badabum.com.br. Depois disso, é só você contratar um serviço de email corporativo e configurar pro seu domínio. Uma boa notícia! Existem empresas que pensam nos pequenos empresários que estão abrindo um negócio agora e fornecem serviços de email corporativos gratuitos! No próximo post iremos mostrar um dos melhores, se não o melhor, provedores de emails gratuitos, aguardem.

Vale lembrar: Na Badabum, ao criar um site e adquirir qualquer plano, já inclui um domínio próprio.

A partir disso, vamos aos pontos mais importantes:

Regra principal: Nunca encha a caixa de emails dos seus clientes com promoções e notícias. Evite enviar email todo dia ou emails com assuntos repetitivos. Pense sempre como cliente, você gostaria de receber todos esses emails?

2 – Crie conteúdo apetitoso

Ninguém abre um email se o conteúdo não for interessante, concorda? O que você pode divulgar:

  • Datas comemorativas importantes são bons pra criar um relacionamento amistoso.
  • Promoções sazonais diretas – você pode fazer com que ele imprima esse email ou mostre no smartphone para conseguir o desconto na hora da compra.
  • Promoções especiais com link para seu site – assim você faz com que ele visite seu site e veja outros produtos ou serviços que você oferece.
  • Novidades sobre sua empresa ou um compilado de notícias do seu setor.

3 – Colete emails para o seu negócio

Crie sua própria lista de contatos

Criar sua própria lista de contatos é muito importante pro seu negócio. Se você já tem os dados de contato dos seus clientes (nome, email, endereço, telefone, etc), seja no sistema da empresa, numa planilha em excel ou até mesmo anotado a caneta num caderno, guarde isso porque é valioso.

Esse é um dos maiores bens que você pode ter e 100% confiáveis já que você mesmo criou essa lista.

Além dos seus clientes, tente criar diversas iscas (ações de marketing) pra obter os dados de possíveis clientes:

  • Estimular o preenchimento do formulário de contato do seu site pra quem acessa ele.
  • Preenchendo um cupom pra concorrer a um sorteio.
  • Faça parcerias com empresas da sua região (e que tenham o mesmo público alvo de você) e monte um estande pra captar esses dados, etc.

A criação da sua própria lista de contatos pode demorar pra ser feita, mas depois que passam 2, 3, 6 meses, você verá como esse trabalho a médio/longo prazo será importante como ferramenta de divulgação. Se o seu concorrente não faz isso, você já está dois passos a frente dele.

Dicas rápidas para manter sua lista tinindo:

  • Mantenha sempre a lista atualizada.
  • Ligue um a um e confirme os dados com o cliente pra manter a qualidade dessa lista.
  • Faça essa atualização de tempos em tempos.

 

Devo comprar de listas de emails?

Pra divulgar seu negócio no seu bairro ou nos bairros vizinhos para as pessoas que ainda não te conhecem, existem diversas empresas que trabalham com o serviço de venda de lista de emails/contatos. Você escolhe qual o perfil do seu público alvo e a região que quer atingir e essa empresa faz o envio do email markting pra você ou te entrega um arquivo com esses contatos pra você mesmo enviar.

Esse tipo de ação é muito tentadora porque é fácil fazer a isso, basta ter dinheiro e comprar. Mas isso é uma prática não recomendada.

Existem muitas empresas vigaristas que te vendem contatos fantasmas, contatos de menores de idade, pessoas que já faleceram, se mudaram, etc, no meio da lista que você escolheu. Imagine que dos 5 mil nomes que ele te passa, 3 mil não existem ou não são o perfil do público que você quer? Dinheiro jogado fora.

Os servidores têm uma forte política anti-spam. Eles avaliam quantos emails voltam, quantos são bloqueados por sistemas de spam e quantas pessoas jogam seu email nas suas caixas de spam.

Se você for penalizado, vai ficar difícil enviar uma mala direta para uma lista novamente. Provavelmente terá que trocar de servidor ou até mesmo domínio.

Pior ainda são aqueles cds com listas de 5 milhões de cadastros que são vendidos em lojas populares ou barracas de ruas e custam R$ 30,00. Esse aí, com certeza é uma furada.

Uma empresa aparentemente confiável é a Serasa Experian (não é jabá, é uma recomendação honesta). Sei que é uma empresa séria, mas confesso que nunca usei o serviço deles. Fiz uma cotação mas acabou ficando acima da minha verba. Quem sabe pra você pode ser uma alternativa.

4 – Aprenda a disparar ou enviar um email marketing para muitas pessoas

Nunca envie um email marketing do seu próprio email do outlook para toda essa lista. Imagine uma conta de email enviando o mesmo email marketing pra 2 mil contatos ao mesmo tempo. Isso com certeza vai travar seu email. Outra vez, sua conta de email vai cair em uma lista negra de geradores de spams (black list) e seus emails ficam bloqueados e nem chegarão a ser entregues aos emails de destino.

Pra realizar envios de emails em grande volume, existem empresas especializadas. Essas empresas (as confiáveis!) têm os servidores de emails já cadastrados na lista confiável e estão aptos a fazer esse serviço de disparo de emails em massa.

Além disso, elas exibem diversos relatórios pra você saber como foi o desempenho daquele envio, por exemplo: quem recebeu, quem não recebeu, que viu seu email, quem clicou nele e etc.

Algumas empresas que fazem isso:

6 – Atenção ao design – Quanto mais bonito, mais chama atenção

Não precisa se assustar quando falamos em criar o design ou modelo de email marketing e também não precisa ser um expert em photoshop e ter formação em publicidade pra criar bons emails marketing.

Hoje a maioria das empresas que fazem disparos de emails já tem dezenas de modelos bonitos e profissionais prontos pra serem usados. Você só precisa colocar suas imagens e escrever o texto. Tudo pronto pra ser enviado e esse serviço já está incluso no valor do disparo de emails.

7 – Faça envios segmentados

Segmente sempre sua lista de contatos pra poder enviar um email certeiro. Segmentar significa escolher para quem você vai enviar seus emails. Se a lista é sua, e você só cadastrou o endereço de email das pessoas vai ficar difícil segmentar.

Mas se você contratar uma empresa para enviar um email marketing para uma lista que você alugou, então você geralmente pode escolher para quem quer fazer o envio.

Alguns exemplos de segmentação:

  • Região – Ex: Promoção só pra SP
  • Cliente – Ex: Preços especiais só pra clientes
  • Não clientes – Ex: R$ 20 de desconto na primeira compra
  • Gênero/sexo/idade – Imagine enviar promoção de lingerie pra homens
  • Por interesse – Ex: oferecer tênis de corrida pra quem gosta de correr

Essas são algumas dicas de como usar email marketing pra movimentar os negócios através de emails, sem cair em pegadinhas ou cometer erros que podiam ser evitados. Se você tem alguma outra dica e quer contribuir pra deixar o post mais completo, escreva nos comentários.

Qual tipo de site é melhor para você?

Qual o tipo de site ideal para você? Acredito que o empresário brasileiro já tenha percebido que precisa estar presente na internet para não ficar para trás. Aqui mesmo nesse blog já escrevemos posts explicando como usar a internet para aumentar as vendas no mundo real e outro mostrando como gerar mais acessos ao seu site.

Quando você pensa: “quero ter um site para minha empresa”, precisamos explicar que existem diversos tipos de sites com finalidades bem diferentes.

A internet já passou por diversas modas quando falamos em site para empresas, por exemplo: sites com músicas tocando de fundo, site em flash com uma introdução interminável, enfim, modelos de sites da moda, e quando essa moda passa você precisa se adequar ao que nunca sai de moda, ao que sempre funciona independente da época.

Outro boom recente que estamos passando atualmente é a onda de lojas virtuais, e muitas vezes isso é um desperdício de dinheiro! Loja virtual precisa ter uma boa estrutura senão vai dar com os burros n’água. Você verá mais abaixo.

Confira agora qual tipo de site se encaixa melhor para o que você precisa no momento.

Existem basicamente 3 tipos:

  • Lojas virtuais ou Ecommerce
  • Blog
  • Site institucional

Tipo de site: Loja virtual

Tipo de site - loja virtual Garden Mix - www.gardenmix.com.br
Exemplo de uma boa loja virtual completa. Garden Mix – www.gardenmix.com.br

O que é uma loja virtual?

Conhecido também por e-commerce (comércio eletrônico), é um tipo de site destinado a vender produtos pela internet.

Ideal pra quem?

Ideal para quem quer vender produtos pela internet e não tem um local físico (balcão ou fachada). Para que uma loja virtual te traga lucro, exige-se que seu negócio seja bem estruturado e que você tenha dinheiro e tempo para investir. Sem estas condições seu site de loja virtual pode engrossar os já 70% dos ecommerces do Brasil que são inoperantes, segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico.

Principais características:

  • Necessidade de estrutura completa (cadastro dos produtos, atendimento telefônico, controle de estoque, galpão do estoque, envio rápido do produto, receber o produto de volta em caso defeito, sistema de envio de mercadoria, sistema de pagamento, emissão de NF, equipe dedicada, etc)
  • Tempo e dinheiro (muito!) para investir
  • Retorno a médio/longo prazo

Tipo de site: Blog

tipo-de-site-blog-ContaAzul-Blog
Conta Azul – Empresa de gestão financeira e mantêm esse blog com dicas sobre o assunto do mercado financeiro.

O que é um Blog?

É isso que está lendo agora. É um tipo de site que funciona como um diário online. Onde a empresa escreve artigos (posts) com um propósito informativo.

Ideal pra quem?

É muito usado para fins pessoais, por jornalistas, escritores e formadores de opinião. É ideal para pessoas que gostam de escrever e compartilhar notícias e conteúdos relevantes. Ter um blog requer comprometimento em escrever regularmente e o resultado é a longo prazo mas quando vem, fortalece muito a relação com seus leitores.

Um blog corporativo geralmente funciona em paralelo ao site institucional ou uma loja virtual. Um não exclui o outro, e sim se complementam. É um passo mais avançado para uma empresa, já que necessita de um certo conhecimento técnico em plataformas de blog como o wordpress.

Principais características:

  • Conhecimento básico de programação
  • Dedicação para escrever regularmente
  • Retorno a longo prazo

Tipo de site: Site institucional

Site institucional da empresa DCCR Eventos - Organização de Eventos e Festas.
Site institucional da empresa DCCR Eventos – Organização de Eventos e Festas.

O que é um site institucional?

Site institucional é o tipo de site onde você promove e representa sua empresa na internet. É a porta de entrada para novos negócios. Geralmente quem tem blog ou loja virtual, tem também um site institucional.

Ideal para quem?

Perfeito para quem tem um local físico (lojas de rua, comércios em shoppings, estandes, etc) e quer apresentar seus produtos ou serviços para as pessoas. Não existe venda pelo site. Nele você mostra seus diferenciais, seus produtos, sua localização e é importante que tenha uma forma do cliente entrar em contato com você.

Serve também para quem está dando os primeiros passos na internet, pois não requer tanta atualização quanto um blog ou lojas virtuais. Ou seja, se você não tem muito tempo e quer ter sua presença na internet de maneira eficiente, ter um site institucional é o melhor tipo de site por onde começar.

Principais características:

  • Pouca manutenção
  • Pessoas que nunca tiveram um site
  • Melhor custo x benefício

Como criar um site institucional?

Na Badabum, qualquer pessoa (mesmo!) consegue criar um site institucional para sua empresa. É só escolher uma categoria de negócio e um modelo de site que ele já vem com textos e imagens prontos, poupando seu trabalho. E o melhor é que você tem 15 dias grátis para testar a nossa ferramenta.

Agora que já conhece a diferença entre eles, qual tipo de site é ideal para sua empresa? Compartilhe esse post com quem acha que precisa dessa informação antes de gastar um dinheiro desnecessário com o tipo de site errado.

Como fazer para minha empresa aparecer no Google

O Google lançou recentemente o Google Meu Negócio, que é um site onde reúne em um único lugar, 2 opções para ajudar o seu negócio a aparecer no Google.

A grande novidade é que ele centraliza 2 serviços do Google que eram independentes um do outro. Agora, ao cadastrar sua empresa nessa plataforma, você já se registra de uma só vem nesses dois lugares. Os serviços gratuitos para aparecer no Google são: Google Places e Google +. Essa é a mais nova investida para fortalecer as 2 plataformas deles com o mercado das micro e pequenas empresas.

Isso significa que não preciso mais ter site ou página no Facebook?

NÃO! Você precisa ter seu site, precisa ter presença nas redes sociais. O Google Meu Negócio, não substitui de forma alguma nenhum dos dois. Ter um site é ter a fachada do seu negócio na internet, com a sua cara, um local onde você pode expor sua marca, seus produtos, mostrar seus diferenciais, etc. Já o Facebook é um lugar onde você se relaciona com seus clientes, faz promoções, compartilha informações interessantes e cria um vinculo maior com seus clientes.

O Google Meu Negócio não substitui um site, ele complementa a presença da sua empresa na internet.

Para se cadastrar, é preciso informar alguns dados básicos como nome da empresa, endereço, CEP, telefone e horário de funcionamento.

Onde e como irei aparecer no Google? (Resultado de pesquisa no Google)

Sua empresa irá aparecer no Google, nos resultados de  buscas institucionais. Quando a pessoa já conhece sua empresa e ela digita o nome completo da sua empresa no Google, vai aparecer um quadro em destaque do lado direto, como no exemplo abaixo ao procurar por “Bar Samba”:

cadastrar-empresa-no-google-1

Reparem que no quadrante em destaque, sua empresa irá aparecer no Google com a localização, informações, etc. Tudo isso é uma compilação do que é informado na sua página do Google +.

Agora, se você quiser aparecer no Google quando alguém digita, por exemplo, “bar de pagode em SP”, aí você precisa pagar um anúncio pelo Google Adwords ou Google Adwords Express. E, caso queira fazer isso (anúncio pago), precisará ter também um site. Essa é a diferença para o Google Meu Negócio. Por isso você precisa ter os dois, um site e cadastro no Google meu negócio.

Sua empresa no Google Maps.

Sua empresa irá aparecer no Google Maps com o pin quando alguém procurar pelo nome completo. Além disso, aparece o mesmo compilado de informações sobre a sua empresa. Isso é bom para aquele cliente que quer saber onde você fica, deseja traçar uma rota e já saber como chegar até o seu estabelecimento.

cadastrar-empresa-no-google-2

Google +. Uma página para se relacionar com seus clientes.

O Google Meu Negócio já cria automaticamente uma página pra sua empresa no Google +. O Google + é a rede social do Google. É como se fosse a fanpage do Facebook. É uma página pra se relacionar com seus clientes, já que eles podem responder e deixar recomendações sobre seu estabelecimento. É a forma de você se aproximar de seus clientes como, por exemplo, informar que no fim de semana no Bar Samba, vai rolar o show do Molejão.

cadastrar-empresa-no-google-3

Esses são os serviços gratuitos onde você irá aparecer no Google quando alguém procurar pelo nome da sua empresa.

Além disso, No Google Meu Negócio está centralizado o Google Adwords Express. Caso queira aparecer no Google imediatamente nos primeiros lugares para determinadas palavras, você pode iniciar diretamente por esse painel também, mas obviamente esse é pago.

Fazendo um paralelo, ter a presença da sua empresa na internet de forma mais marcante é como ter sua loja na avenida principal do bairro. Se a sua loja está bem localizada, em uma avenida bem movimentada, é melhor. Quanto mais gente passando na frente da sua loja, mais provável as pessoas entrarem e comprarem algo.

Ter um site com domínio próprio, cadastrar sua empresa no Google Meu Negócio e ter um Facebook pra sua empresa, é como ter uma localização na avenida principal da cidade, só que na internet.

Se gostou deste post, compartilhe com quem acha que pode se interessar pelo assunto! 🙂

Descubra os 5 segredos de um site para empresa (micro e pequenas empresas)

O poder da internet e a importância de se ter um bom site para empresa

A internet é acessada por milhões de brasileiros procurando alguma informação ou atrás de um serviço/produto pra consumir. Mas isso não é novidade pra ninguém, certo? Aproveitar esse poder que a internet tem não é somente para as grandes empresas que investem milhares de reais em divulgação na web. Hoje, muitas micro e pequenas empresas também têm bons resultados e estão aumentando seus lucros com a internet.

Como? Com o Google Adwords, que são os famosos links patrocinados. São anúncios feitos para aparecerem em uma busca do Google. E não precisa investir muito de início, com 10 reais por dia você pode conseguir trazer uma receita que não viria pelo balcão ou loja física.

Mas antes, para criar esses anúncios no Google Adwords, você precisar ter um site para empresa pra que o potencial cliente seja direcionado a algum lugar depois de clicar nesse anúncio. E é nesse ponto, quando o potencial cliente está em seu site, que você não pode falhar em ter o melhor desempenho e fazer valer a pena ter pago para anunciar, afinal de contas, para a maioria das micro e pequenas empresas, investir seu dinheiro sem desperdícios em anúncios e em um site para empresa faz toda a diferença no fim do mês.

Vamos aos 5 segredos de um site para empresa (micro e pequenas empresas):

Tenha um domínio próprio

O domínio é o seu endereço www.SUAEMPRESA.com.br . É o que as pessoas vão digitar pra acessar o seu site. Ter um domínio próprio ao criar um site, passa muito mais credibilidade e seriedade para as pessoas. Pra um cliente que está te conhecendo pela primeira vez, a primeira impressão é a que fica. Obtenha um domínio próprio e passe mais credibilidade ao seu site.

Site para celular

65 milhões de brasileiros acessam a internet pelo celular. E a tendência é aumentar ano após ano. Pra você que tem um celular smartphone, sabe quando acessa um site e ele demoooora pra carregar e, quando carrega, o site aparece pequenininho, e você precisa dar um zoom pra ler os textos e as fotos ficam todas tortas? Pois bem. Certamente isso frusta e espanta muitos clientes que acabam fechando e saindo do seu site. Não ter um site pra celular te faz perder potenciais clientes. Certifique-se que ao criar seu site, ele já tem essa tecnologia que se ajusta automaticamente aos smartphones.

Mantenha seu site sempre atualizado. Não dependa de ninguém.

Existem diversas maneiras de criar seu site. Mas depois de criado, você precisa manter ele sempre atualizado. Canso de ver sites que lá no rodapé estão escritos: “site de propriedade da empresa XXX. Todos os direitos reservados. Desenvolvido em 2002”. 2002?Poxa, imagine o cuidado que essa empresa tem com o produto ou serviço que ele vende se o site da empresa não é atualizado desde 2002 (12 anos atrás!). E a tal da credibilidade que estamos falando tanto? Lembrem, não podemos perder um potencial cliente. Crie seu site em uma plataforma onde você mesmo pode criar seu site e atualizá-lo quando quiser, sem precisar saber nada sobre códigos e computadores. Hoje em dia, graças a tecnologia isso já é possível e bem barato.

Vá direto ao ponto. Foco no seu negócio.

Depois que o cliente em potencial já viu seu anúncio no Google, clicou e viu que ele foi parar num site que passa credibilidade, ou seja, com domínio próprio, atualizado recentemente, com boas imagens e textos, você não pode perder esse cliente por nada. Ele precisa gerar uma ação. Ou ligar pra você ou mandar um email solicitando orçamento. Geralmente, esse são os principais objetivos de um site:

  • Apresentar sua empresa
  • Apresentar seus produtos/serviços
  • E gerar demanda de novos clientes

Por isso vá direto ao ponto, foque em seu negócio. Crie um site onde o cliente não perca muito tempo e possa perceber em menos de 1 minuto o que a sua empresa faz, quais seus diferenciais, o que você oferece, aonde sua empresa está localizada e um meio dele entrar em contato com sua empresa.

Se ele entender isso de forma rápida e fácil, ele vai te ligar ou te mandar email. Seu site está lá pra isso e fez muito bem seu papel.

Site mal feito e velho é um site que espanta cliente.

Ao criar um site, entenda que ele representa sua empresa na internet. Ter um site visualmente bonito e atualizado entra também na questão de credibilidade que a sua empresa passa. Ou quando você entra numa loja pela primeira vez e ela é toda organizada e bonita você não sente mais confiança pra comprar? Criar um site é a mesma coisa, precisa passar confiança através do design, das cores e imagens. Use o mesmo padrão de cores que a sua empresa já usa e escolha um modelo de site com a cara da sua empresa.

Se seu site está desatualizado e com visual cansado, trate urgentemente de repensar, porque, com certeza, você está espantando muito clientes por causa dele. Ter um site profissional para sua empresa pode te trazer ótimos resultados.

Hoje não é difícil nem caro criar um site com todas essas qualidades. Então é só colocar a mão na massa para não ficar atrás dos seus concorrentes.

7 maneiras de gerar mais acessos ao seu site pela internet

Confira 7 dicas práticas para gerar mais acessos ao seu site através de ações de divulgação feitas pela internet. Depois de criar seu site, implemente essas poderosas dicas e sinta a diferença que elas farão em seu negócio.

7 maneiras de gerar mais acessos ao seu site pela internet:

1. Faça Google Adwords pra ter uma exposição imediata em buscas do Google

Experimente essa incrível ferramenta de divulgação depois de criar seu site. Uma breve explicação de como funciona o Google Adwords: se alguém que procura por uma academia de musculação, digitar no Google “academia de musculação” irá aparecer seu anúncio pago com um link para o site da sua academia. Outro ponto importante: você paga por clique, ou seja, você só paga por cada pessoa que efetivamente clicar no seu anúncio e não por x vezes que seu anúncio aparece.

2. Promoções exclusivas pelo seu site

Promova promoções sazonais exclusivas para o site. Dessa forma, você acostuma o público a sempre acessar seu site porque ele sabe que vai encontrar um benefício.

3. Envie mensalmente emails marketing

Mantenha sempre uma relação com seu cliente. Envie para sua base de clientes e pessoas interessadas, emails divulgando seus novos produtos ou promoções que estão no site com um link para ele. Somente tome cuidado para não se tornar um gerador de spam, onde seu email entra pra lista negra de tanto enviar emails iguais.

Na Badabum, usamos uma ferramenta de envio de email marketing que nos auxilia bastante.

4. Troca de links

Faça uma lista dos sites de empresas que tenham produtos ou serviços complementares ao seu. Você divulga o site dele e ele divulga seu site, aumentando o número de acessos ao seu site com clientes de alto potencial de compra. Seja prudente e escolha somente os melhores sites.

5. Participe ativamente de fóruns e grupos de discussão

Grupos de discussão de: Facebook, fóruns virtuais, em reuniões de associação de bairro, classe patronal do ramo da sua empresa. Ao comentar algo, sempre coloque o link do seu site, mas não tente vender seu produto em cada post ou comentário, faça comentários pertinentes aos temas em discussão. A ideia é divulgar o seu site de forma sutil.

6. Boca a boca virtual

Faça com que seus clientes divulguem e indiquem seu site através das redes sociais e email. Um dos caminhos é fazer com que seus clientes compartilhem um post com um link pro seu site e as pessoas que compartilharem concorrem a um prêmio ou um bom desconto na sua loja.

7. Cadastre seu site em guias de buscas locais

Guiamais, Apontador, Telelistas e Encontra Brasil. Esses 4 sites que mencionamos funcionam como as antigas páginas amarelas (listão, folhas amarelas, etc), são sites que catalogam as empresas por segmento e bairro/cidade, por exemplo: Restaurante no bairro do Brás/SP. Para fazer o cadastro simples, esses 4 sites são gratuitos.

Não basta criar um site, você precisa usá-lo como uma ferramenta de divulgação da sua empresa. Essas ações são pra gerar mais acessos ao seu site e consequentemente gerar mais vendas para o seu negócio. Coloque essas ações em sua rotina de trabalho e perceberá que isso irá te trazer bons frutos!

Como usar a internet para aumentar vendas no mundo real

Sua loja não tem um ponto tão bom? Quer atrair mais clientes e não sabe como? Todo mundo tem essas dificuldades. E nós temos algumas dicas para você aumentar vendas sem gastar muito. Como? Vamos lá que a gente te conta.

1- Cadastre seus clientes

Faça um cadastro simples de todo cliente que comprar de você, ou se você oferece um serviço: de todo mundo que se interessar pelo seu negócio.

Por cadastro simples, quero dizer nome e email. Já é suficiente. Aborde o cliente com esta tática: “Eu poderia colocar seu nome e email no meu caderno de clientes? De vez em quando envio novidades ou alguma oferta. Pode ficar tranquilo que a gente não passa esse cadastro pra mais ninguém.”

Muita gente acha que precisa lutar para conseguir novos clientes o tempo todo. Mas é muito mais fácil você vender 2x para o mesmo cliente do que conseguir 2x mais clientes.

Viu onde queremos chegar? Você pode enviar um email para seus clientes toda vez que tiver uma novidade na loja. Ou você pode oferecer um desconto exclusivo para clientes em épocas que os negócios estão meio parados.

Ou seja: use seu cadastro de clientes para aumentar vendas. Incentivem eles a dar uma passadinha pela sua loja ou a considerar seu serviço mais uma vez. E pelo amor, não vai ficar enviando correntes de email ou um powerpoint lindo que sua tia te mandou. Você deve criar um relacionamento profissional com eles.

2- Criar site como apoio de vendas

Sabe todos estes clientes que você já cadastrou e ocasionalmente envia um email para contar sobre uma nova linha de produtos ou um novo serviço? Então que tal combinar esta ação com um site?

No final de cada email convide as pessoas para conferirem as novidades no seu site. Lá você já vai ter colocado mais informações e fotos sobre o que você quer divulgar. Usar um site para fazer isso é ótimo. Porque como o site tem a cara da sua loja, seu cliente vai ter uma experiência ainda melhor de como é fazer negócios com você.

Lembrando: tenha certeza que seu site é profissional e que passa as qualidades do seu negócio. Se você não tem um site, não perca tempo e crie um site agora na Badabum para aumentar vendas.

3- Drible sua localização com uma campanha de Google Adwords

A localização é um dos maiores fatores de sucesso para um negócio. Mas não se desanime. Com a tecnologia ao nosso dispor ficou muito fácil driblar isso e conseguir bons resultados onde quer que você esteja.

Anunciar no Google é muito fácil e barato. E sim. Traz bons resultados.

Como funciona um anúncio no Google?

Digamos que você é dono de uma Peixaria no bairro da Lapa no Rio de Janeiro. Você entra no Google Adwords e diz: “quero que meu anúncio apareça pra todo mundo que buscar: Peixaria na Lapa”. Você colocar um lance por clique. Ou seja, seu anúncio pode aparecer para 3 mil pessoas e você só vai gastar quando alguém clicar nele. Ou seja, você só vai gastar dinheiro com quem realmente está interessado pelo seu negócio.

Agora é obrigatório combinar o anúncio com seu site. Porque quando a pessoa clicar no anúncio ela tem que ir pra algum lugar. E você quer causar uma boa impressão com um site profissional. E de quebra você vai ter site no Google.

Pronto, você está atraindo clientes para a sua loja, pela internet.

Aposto que você não imaginava que coisas tão simples poderiam trazer um resultado assim. Mas você quer saber valores também né? Vamos lá:

1- Cadastrar clientes e enviar emails: grátis!
2- Ter um site de apoio para campanhas de Google e seus emails: R$27,90 por mês (na Badabum. Criar com uma agência ou designer é a partir de R$1000).
3- Criar anúncio no Google: como dissemos, o Google cobra por clique. Mas você é obrigado a estipular um orçamento diário. R$5 por dia já está ótimo para começar e isso pode te trazer em média 15 pessoas interessadas no seu negócio por dia! Ou seja: R$5 x 30dias = R$150 por mês.

É isso. Quem tem um negócio não pode ficar parado esperando clientes brotarem. Vá a luta e use todos os meios que tiver para aumentar seus lucros. Use a internet para trabalhar pro seu negócio e trazer mais clientes enquanto você foca nas vendas.

Além disso já demos outras dicas valiosas:

Lista de guias de bairro e como usá-los para aumentar as vendas
Passo a passo para usar o Google Places
Aprenda como divulgar site grátis